tamara-saré-profile

Formada em arquitetura pela UFPA, Tamara Saré mergulha na produção cultural do estado em atividades na Secretaria de Cultura do Pará, entre 1989 e 1999, e como gerente geral de Artes Plásticas e Audiovisuais do antigo Instituto de Artes do Pará (IAP). Cercada de referências, dá início às suas atividades como fotógrafa em 1999. Em 2013, Tamara passa a atuar como repórter fotográfico correspondente da Agência Pará na região Oeste do Pará, com base em Santarém. O olhar documental passa a ser seu principal instrumento de trabalho.

Mas a fotógrafa não se afasta da produção cultural e possui um amplo acervo de imagens de diversas manifestações  de toda a região. Entre longos caminhos e a vida profissional, Tamara destaca uma das mais belas romarias fluviais do Pará – o Círio de Oriximiná. Em meio ao fluxo das águas e a fé, há o olhar de Tamara: “As imagens da exposição virtual são de vários momentos… Produção das ‘barquinhas’, tiras de aninga, personagens que flutuam, missa na comunidade do Aimim e fogos de artifícios”, comenta Tamara.

Uma das maiores procissões fluviais noturnas do país, o Círio de Santo Antonio é realizado há mais de meio século. As embarcações enfeitadas percorrem o rio Trombetas, afluente do rio Amazonas, até a cidade de Oriximiná, deixando pelo caminho os pedidos cheios de fé que iluminam as águas. A procissão atrai milhares de devotos e turistas do mundo inteiro. Espetáculo de luz e fé. É o que você encontra na exposição “Círios da correnteza”.

Tamara conquistou os prêmios aquisição Salão CCBEU e Pequenos Formatos (Unama), 2001 e 2002, protagonizou a exposição “O Mundo Encantado em Aquarius“, na Galeria Theodoro Braga – Centur 2004, e participou de coletivas na Aliança Francesa, Galeria Unama e Sesc Boulevard. É Artista convidada Arte Pará 2017, realizado na Casa das Onze Janelas, em Belém.

Exposições

Este é um espaço dedicado aos fotógrafos que atuam no Pará. Uma série com exposições mensais de trabalhos autorais. Confira e compartilhe.
tamara-saré-profile

Formada em arquitetura pela UFPA, Tamara Saré mergulha na produção cultural do estado em atividades na Secretaria de Cultura do Pará, entre 1989 e 1999, e como gerente geral de Artes Plásticas e Audiovisuais do antigo Instituto de Artes do Pará (IAP). Cercada de referências, dá início às suas atividades como fotógrafa em 1999. Em 2013, Tamara passa a atuar como repórter fotográfico correspondente da Agência Pará na região Oeste do Pará, com base em Santarém. O olhar documental passa a ser seu principal instrumento de trabalho.

Mas a fotógrafa não se afasta da produção cultural e possui um amplo acervo de imagens de diversas manifestações  de toda a região. Entre longos caminhos e a vida profissional, Tamara destaca uma das mais belas romarias fluviais do Pará – o Círio de Oriximiná. Em meio ao fluxo das águas e a fé, há o olhar de Tamara: “As imagens da exposição virtual são de vários momentos… Produção das ‘barquinhas’, tiras de aninga, personagens que flutuam, missa na comunidade do Aimim e fogos de artifícios”, comenta Tamara.

Uma das maiores procissões fluviais noturnas do país, o Círio de Santo Antonio é realizado há mais de meio século. As embarcações enfeitadas percorrem o rio Trombetas, afluente do rio Amazonas, até a cidade de Oriximiná, deixando pelo caminho os pedidos cheios de fé que iluminam as águas. A procissão atrai milhares de devotos e turistas do mundo inteiro. Espetáculo de luz e fé. É o que você encontra na exposição “Círios da correnteza”.

Tamara conquistou os prêmios aquisição Salão CCBEU e Pequenos Formatos (Unama), 2001 e 2002, protagonizou a exposição “O Mundo Encantado em Aquarius“, na Galeria Theodoro Braga – Centur 2004, e participou de coletivas na Aliança Francesa, Galeria Unama e Sesc Boulevard. É Artista convidada Arte Pará 2017, realizado na Casa das Onze Janelas, em Belém.

Exposições

Este é um espaço dedicado aos fotógrafos que atuam no Pará. Uma série com exposições mensais de trabalhos autorais. Confira e compartilhe.